Autor: Valéria Costa | jornalistavaleriacosta@gmail.com
InícioColuna Ponto e VírgulaGolpismo virou ideia fixa

Golpismo virou ideia fixa

Então é verdade?

Augusto Nardes, ministro do TCU, se defendeu – por meio de nota do tribunal – que o áudio vazado e atribuído a ele em que deixa a entender planos golpistas no Brasil para impedir a posse do presidente eleito, Luís Inácio Lula da Silva, é “despretensioso” e gravado apressadamente para um grupo de amigos. O caso veio à tona neste domingo e já iniciou a semana com reações quentes e explosivas.

Vai ter que explicar

Se é “despretensioso” ou não, o ministro do TCU, que está no cargo há 17 anos, vai ter que convencer deputados e senadores sobre o que ele chama de mal entendido e se explicar junto ao órgão que atua. É que aliados de Lula, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e André Janons (Avante-MG), já se anteciparam e protocolaram nas respectivas casas legislativas convocação do ministro para falar sobre os áudios. Randolfe também pediu o afastamento de Nardes do tribunal.

***

Resquício do Centrão

Filiado ao PP, que integra a base aliada do governo Bolsonaro, Augusto Nardes antes de chegar a ministro de contas do TCU teve uma ampla carreira política. Foi vereador, deputado estadual e federal. No tribunal, se notabilizou por ter sido o relator das contas da então presidente Dilma, no processo sobre as pedaladas fiscais e que serviu de base para o impeachment da ex-chefe da Nação.

Narrativas

O cenário pós-eleitoral e pré-posse do novo presidente da República atravessa, em pleno ano de 2022, ameaças à liberdade e flertes e fetiches com a intervenção militar. Os que lutaram contra a ditadura, vivos e mortos, estão estarrecidos com o discurso fixo que se tem levantando nos últimos 4 anos em favor de uma falsa nostalgia de um período negro da história político-social do Brasil.

***

Subpropostas

Na pauta do dia, a PEC da transição entra numa semana decisiva, em que deverão sair o resultado das articulações de bastidores em torno do texto original, entregue pela comissão de transição do governo eleito ao Congresso Nacional na semana passada. É que as propostas estão sendo afinadas e correm contra o tempo para que se insiram no projeto da Lei Orçamentária 2023.

Apostas na mesa

Os senadores Alessandro Vieira (SE) e Tasso Jereissati (CE), ambos do PSDB, estão defendendo propostas distintas. O primeiro sugeriu a redução para R$ 70 bilhões para o Bolsa-Família fora do teto de gastos; o segundo, R$ 80 bilhões.

***

Diagnóstico

Os 31 grupos técnicos da comissão de transição têm nove dias para apresentar os relatórios preliminares dos cenários encontrados, em suas respectivas áreas, referentes à atual gestão federal. Os dados serão compilados internamente para um amplo relatório final do colegiado, a ser divulgado à sociedade até dia 12 de dezembro.

***

Pêndulo

O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), afiançou que o Congresso Nacional vai agir para acalmar o país nesse momento crítico em que a institucionalidade e o processo pós-eleitoral estão sendo contestados e garantir a legitimidade das urnas nos próximos 4 anos. A declaração, dada nesta segunda durante uma agenda oficial, já dá a senha para uma constante aproximação dele e de seu núcleo político do novo governo, desde já.

***

Canarinho

Uma parte da população brasileira já se sente aliviada em poder vestir e trajar roupas e acessórios em verde e amarelo, alusivos à Seleção Brasileira, por conta da Copa do Mundo do Catar e da estreia do time na próxima quinta-feira, 24. A camisa é do Brasil e do povo e não de uma agremiação política.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e os Termos de Serviço do Google se aplicam.

Últimas Notícias

Publicidadespot_img
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE