InícioDFDF: Hemocentro promove Semana Nacional do Doador de Sangue para incentivar doação

DF: Hemocentro promove Semana Nacional do Doador de Sangue para incentivar doação

De segunda, 21, até sábado, 26, Hemocentro promove atrações musicais para incentivar idas de doadores; estoques de tipos sanguíneos "O+", "O-" e "A+" estão com nível baixo

Sexta-feira, 25, é o Dia Nacional do Doador de Sangue. A data foi oficialmente instituída pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para sensibilizar e aumentar o número de doadores no mundo e conscientiza-los sobre a importância dessa ação. E com isso, o Hemocentro de Brasília organizou uma campanha com diversas atrações ao longo da semana para tentar aumentar o número de doadores.

Segundo o Hemocentro de Brasília, os estoques atuais de concentrados de hemácias estão 31% menores em relação à outubro de 2022 e 3% menores em relação a novembro de 2021. Os grupos sanguíneos A+, O+ e O- estão em níveis abaixo do adequado. O baixo estoque alerta para a convocação de doadores do tipo O, já que a tipagem “O” é conhecido por ser o doador universal – já que pode ser transferido para qualquer pessoa de qualquer tipagem – mas só pode receber outro doador de tipo “O”.

Portanto, para tentar reverter o baixo estoque, nesta semana está programada uma série de eventos para convocar mais doadores para a Semana Nacional do Doador Voluntário de Sangue.

Confira a programação:

Na terça-feira, 22, o Grupo Sangue Bom vai ser apresentar às 14h no Hemocentro, com repertório de MPB e sertanejo.

Na quarta-feira, 23, vai ser a vez do Chorinho de Brasília, com apresentação às 15h30 da tarde do Grupo Roda do Sudoca.

Quinta-feira, 24, vai ser o único dia que não vai ter uma atração para os doadores é na quinta-feira, devido ao jogo do Brasil na Copa do Mundo. Porém, os atendimentos e doações segue normalmente.

Na sexta-feira, 25, às 10h vai ser a vez da apresentação do Quarteto de Cordas da Força Aérea Brasileira (FAB). Finalmente, no sábado, 26, os fãs de metal podem escutar a Banda Arthur Primal Wrath às 15h da tarde enquanto esperam a doação.

Doação

E no dia do doador, vai ser o aniversário da estudante de comunicação Fernanda Karen que chamou os amigos para doarem sangue junto com ela. “Todo aniversário eu tento doar sangue, porque eu penso que [como] eu estou completando um ano de vida, então nada mais justo do que eu ajudar a salvar uma vida. […]. E aí como é um momento especial eu costumo reunir os meus amigos e incentivar fortemente que eles vão doar sangue junto comigo”, contou Fernanda.

E dentre os amigos que vão ao Hemocentro, essa vai ser a primeira vez que o amigo dela Igor Rocha, que também é estudante de comunicação, vai doar sangue. Ele contou que antes não conseguia doar por questões de saúde, mas agora que consegue, já quer transformar a doação em um hábito. “Essa é a primeira vez que eu vou estar realmente doando sangue e eu pretendo realmente fazer um hábito, de tempos em tempos realmente retornar independente do estoque. Muita gente vai quando o estoque está baixo e o hemocentro chama, mas aí num dia vai dezenas de pessoas e no outro não tem ninguém, e aí é importante é ter essa frequência porque aí tem estoque em casos de emergência”, afirmou Igor.

Ele ainda comentou estar animado para doar sangue. “Eu fiz cirurgia já duas vezes e precisei de sangue do estoque. Então estou animado em retribuir o favor”, declarou o estudante.

Regras para doação

Lembrando que uma única doação de sangue pode salvar até 4 vidas. Qualquer pessoa entre 16 e 69 anos pode doar sangue. É necessário ter pelo menos 51 quilos e estar saudável.

Quem fez tatuagem ou colocou piercing precisa esperar um ano para poder doar sangue, assim como mulheres que acabaram de ter filho e estão amamentando. Quem passou por cirurgia, exame endoscópico ou adoeceu recentemente deve consultar o site do Hemocentro para saber se está apto a doar sangue.

Quem teve gripe deve aguardar 15 dias após o desaparecimento dos sintomas. Já quem teve covid-19 deve aguardar dez dias após o fim dos sintomas, desde que sem sequelas. Caso a pessoa seja assintomática, o prazo é contado a partir da data de coleta do exame. Por sua vez, quem teve contato com pessoa diagnosticada ou com suspeita de covid-19 nos últimos dez dias fica impedido de doar sangue por sete dias após esse encontro

Para doar sangue, é necessário agendar a doação pelo site AgendaDF e escolher a opção do Hemocentro de Brasília.

Lembrando que o hemocentro fica no início da asa norte, no Setor Médico Hospitalar Norte, quadra 3. É necessário ter dormido pelo menos 6 horas na última noite, chegar alimentado, evitar alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação de sangue e, caso seja após o almoço, aguardar 2 horas por questões de saúde e segurança.

Com informações de Agência Brasília

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e os Termos de Serviço do Google se aplicam.

Últimas Notícias

Publicidadespot_img
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE