InícioBrasil29º Congresso de Radiodifusão traz debates sobre desafios da rádio e do...

29º Congresso de Radiodifusão traz debates sobre desafios da rádio e do jornalismo

O Grupo Norte de Comunicação esteve presente no evento que discutiu temas como: liberdade de expressão, gestão empresarial, inovação, publicidade, competitividade e convergência tecnológica

Aconteceu na última quarta-feira (16) e quinta-feira (17), em Brasília, o 29ª Congresso Brasileiro de Radiodifusão. A edição deste ano celebrou os sessenta anos da ABERT, Associação Brasileira de Rádio e TV, e reuniu empresários, profissionais de rádio e TV. Além de renomados comunicadores para discutir temas como: liberdade de expressão, gestão empresarial, inovação, publicidade, competitividade e convergência tecnológica.

O evento comemorou os cem anos do rádio no Brasil que foi comemorado no dia 7 de setembro. Grupo Norte de Comunicação esteve presente marcando presença no evento.

Para o CEO do Grupo Norte de Comunicação Diego Trajano ressalta a importância do Grupo Norte de Comunicação estar presente em eventos dessa magnitude.

 “ É uma obrigação o Grupo Norte está presente em todo e qualquer tipo de evento. Não só evento cultural, social, mas principalmente em eventos que permeiam nossa classe, nosso segmento. Ficamos muito feliz em estar presente em um evento que traz particularidades, diretrizes e orientações que já estávamos seguindo. Ficamos com a sensação de estar fazendo o certo, um jornalismo sério, a busca incessante por evitar fake news, checar informações, estar mais perto da comunidade. O Grupo Norte tem na veia a intensão de crescer com responsabilidade”, disse Diego Trajano.

O diretor executivo de rádios do Grupo Norte de Comunicação Leo Gangana diz que a Rádio Mais Brasil não poderia ficar de fora de evento que exalta justamente o rádio. “ Um evento como esse promovido pela ABERT que fala muito de rádio e televisão, focou na rádio comemorando o centenário do rádio no Brasil. Esse ano é um ano marcante para o rádio e a Mais Brasil News não poderia ficar de fora de um evento como esse”, disse o diretor da Rádio Mais Brasil News.

Diretor de Rádios do Grupo Norte de Comunicação Leo Gangana e CEO do Grupo Norte de Comunicação Diego Trajano Foto: Mais Brasil News

Daniel Abravanel é diretor de redes do SBT e ele ressalta que o principal desafio para a televisão atualmente é fazer conteúdo para vários dispositivos. “O principal desafio é o conteúdo em todas as telas. O que nós estamos fazendo no SBT e o Grupo Norte de Comunicação faz parte com quatro emissoras em quatro estados é criar conteúdo e tentando manter o telespectador em todas as telas, televisão, tablets, celular, esse é o futuro”, disse Diego Abravanel.

O diretor da ABERT, Flávio Lara Rezende, disse que é fundamental que as notícias falsas sejam regulamentadas no Brasil.

“Nós achamos que isso é absolutamente importante pro setor porque nós temos o setor trabalhando com absoluta responsabilidade. O nosso jornalista tem nome, CPF, endereço e as plataformas colocam qualquer coisa nas plataformas, ainda se remuneram disso e não tem nenhuma sobre conteúdo que lá é colocado. Nós foi possível, nesse momento eleitoral, ver a loucura que aconteceu de fake news. Chegou um momento que o telespectador e o ouvinte não sabia nem o que que era verdade, o que que era mentira. Então é muito importante que seja regulamentado e que seja também regulamentado a questão da simetria, mesmo os direitos e mesmo os deveres. Vamos todos queremos vender publicidade, usando os nossos conteúdos, mas que essa venda seja em pé de igualdade”, afirmou o diretor. Ao final de sua fala, Flávio ainda destacou que “sem jornalismo não existe democracia”.

Um dos palestrantes do evento, foi o diretor nacional de jornalismo do SBT José Occhiuso. Ele ressalta que o jornalismo do SBT não difere do que a gente espera de um bom jornalismo. “O que a gente leva ao ar todos os dias é uma notícia apurada, uma boa seleção de que o nosso corpo de jornalistas acredita que seja importante levar ao público telespectador e principalmente levado com isenção”, disse Occhiuso.

A CEO da Kantar IBOPE Melissa Vogel, ressalta que o rádio ainda tem um mercado importante dentro da comunicação. “ O rádio sempre carregou as características do digital. O rádio é fluído, é rápido, é interativo, é móvel. Então essa característica do meio segue com ele por toda a vida e o rádio consegue agora se readaptar a tudo isso, consegue usar as plataformas digitais para conversar com o público. Mas tem uma coisa que nunca vai mudar no rádio que é a identidade e a relação e tão profunda que ele tem com o consumidor”, ressalta Vogel.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e os Termos de Serviço do Google se aplicam.

Últimas Notícias

Publicidadespot_img
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE