InícioMundoZelenksy assinou pedido de adesão "acelerado" à Otan

Zelenksy assinou pedido de adesão “acelerado” à Otan

Decisão ocorre no mesmo dia em que o líder russo Vladimir Putin avançou com o processo de anexação de regiões no leste ucraniano,

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta sexta-feira, 30, o que ele disse ser um pedido de adesão “acelerado” à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), no mesmo dia em que o líder russo Vladimir Putin avançou com o processo de anexação de regiões no leste ucraniano, levando os dois a acelerar em uma rota de colisão que está aumentando o medo de um conflito completo entre a Rússia e o Ocidente.

Putin prometeu proteger as regiões recém-anexadas da Ucrânia por “todos os meios disponíveis”, uma ameaça renovada com apoio nuclear que ele fez em uma cerimônia de assinatura do Kremlin, onde também criticou furiosamente o Ocidente, acusando os Estados Unidos e seus aliados de buscar a destruição da Rússia.

Zelensky então realizou sua própria cerimônia de assinatura em Kiev, divulgando um vídeo dele colocando caneta em papéis que ele disse ser um pedido formal de adesão à Otan.

Putin deixou claro repetidamente que qualquer perspectiva de adesão da Ucrânia à aliança militar é uma de suas linhas vermelhas e citou isso como uma justificativa para sua invasão. Em seu discurso, exortou a Ucrânia a se sentar para as negociações de paz, mas imediatamente insistiu que não discutirá a devolução de regiões ocupadas.

Zelensky disse que não haveria negociações com Putin. “Estamos prontos para um diálogo com a Rússia, mas… com outro presidente da Rússia”, disse o líder ucraniano.

Em sua cerimônia de assinatura, Putin acusou o Ocidente de alimentar as hostilidades como parte do que chamou de plano para transformar a Rússia em uma “colônia” e uma “multidão de escravos sem alma”. O endurecimento de sua posição, no conflito que matou e feriu dezenas de milhares de pessoas, aumentou ainda mais as tensões já em níveis nunca vistos desde a Guerra Fria.

Zelensky prometeu continuar lutando, desafiando as advertências de Putin de que Kiev não deveria tentar recuperar o que perdeu. “Todo o território de nosso país será libertado desse inimigo”, disse ele. “A Rússia já sabe disso. Sente nosso poder.”

As ramificações imediatas da aplicação “acelerada” da Otan não estão claras, uma vez que a aprovação requer o apoio unânime dos membros. O fornecimento de armas ocidentais para a Ucrânia, no entanto, já a colocou mais perto da órbita da aliança.

“De fato, já provamos compatibilidade com os padrões da aliança”, disse Zelensky. “Confiamos uns nos outros, ajudamos uns aos outros e nos protegemos”, afirmou.

Agência Estado.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e os Termos de Serviço do Google se aplicam.

Últimas Notícias

Publicidadespot_img
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE