InícioBrasilApós 16 horas em poder de sequestrador, menino de 7 anos e...

Após 16 horas em poder de sequestrador, menino de 7 anos e jovem são libertados

Segundo a Policia Militar, Leandro Mendes Pereira foi baleado por atirador de elite da Polícia Militar. As vítimas não ficaram feridas

Após 16 horas de negociação, a polícia baleou nesta manhã o homem que mantinha uma criança de sete anos e um jovem reféns em Belo Horizonte. Leandro Mendes Pereira invadiu a casa da ex-companheira na noite desta quarta-feira, 21. As vítimas não ficaram feridas.

Segundo a porta-voz da Polícia Militar, Layla Brunella, Leandro fez exigências que não poderiam ser atendidas.

“Fez demandas que não podiam ser atendidas, que colocariam outras pessoas em risco, como a presença da ex-companheira no local”, disse.

Por volta das 10h15, um atirador de elite da Polícia Militar baleou Leandro. O jovem e a criança foram retirados da casa em seguida. O menino foi levado para os pais que esperavam em um carro da polícia militar.

O atirador foi levado em estado grave por uma ambulância do Samu. A polícia militar confirmou que ele foi socorrido e levado para um hospital.

Leandro foi baleado por atirador da PM — Foto: Reprodução/TV Globo

Sequestrador foi preso por matar ex em 2008

Leandro Mendes Pereira, que fez criança de 7 anos e um homem de 23 reféns por mais de 15 horas, já foi preso por homicídio. Em 2008, ele matou a ex após não aceitar o fim do relacionamento. Ele cumpria a pena pelo crime, mas estava sob liberdade condicional.

O crime aconteceu no bairro Maria Goretti, Região Nodeste de Belo Horizonte. De acordo com as informações do boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar (PM), desde o fim da relação com a vítima, Leandro enviava cartas com ameaças.

Inconformado com o término do namoro, tentou asfixiar a ex-companheira e, ao ver que ela continuava viva, a enforcou com o sutiã. Depois de assassiná-la, ainda colocou um rato morto na boca dela. Pelo crime, ele foi preso e condenado.

De acordo com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais (Sejusp), Leandro estava preso até junho de 2016, quando passou a cumprir a pena em regime aberto.

Testemunhas contaram que o casal se separou há dois meses e o conflito começou porque o homem não aceitava o fim do relacionamento. Eles são primos.

‘Coração tá aflito, só quero dar um abraço nele!’

Ao saber que o filho estava sequestrado, o pai foi ao local e acompanha desde o fim da noite de quarta o trabalho da polícia.

“Estava trabalhando, a mãe me ligou desesperada, chorando, falando que o meu filho tinha ficado refém com o ex dela. Eu vim correndo. A única notícia que eu tenho aqui é que o padrasto está ameaçando, que se (alguém) entrasse lá ia matar todo mundo.”, palavras de Sidney Xavier, motorista.

Em entrevista, Sidney Augusto Xavier, de 38 anos, falou sobre a apreensão de acompanhar o filho refém.

“(A apreensão é) Não estar com ele aqui do meu lado, eu quero estar com ele do meu lado, é só isso, poder levar ele, deitar, dormir, ser igual era, só isso…”, disse o pai da criança às lagrimas.

Com G1.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Últimas Notícias

Publicidadespot_img
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE