InícioPolíticaDos 19 governadores que disputam a reeleição, 18 devem ser reconduzidos aos...

Dos 19 governadores que disputam a reeleição, 18 devem ser reconduzidos aos cargos, segundo pesquisas

A única exceção nesse cenário é o governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB). Ele oscila entre segundo e terceiro lugar nas sondagens

A renovação política no Poder Executivo dos Estados do país não acontecerá nesta eleição. Ela será mínima, segundo recorte apontado diariamente nas inúmeras pesquisas de intenção de voto. Dos 19 governadores que se lançaram à reeleição do mandato, apenas um não mostra favoritismo, o de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), que governa o maior colégio eleitoral do Brasil.

Levantamento do portal Mais Brasil News, tendo como base pesquisas eleitorais como Ipec, Ipespe, Datafolha e Real Time Big Data, mostra pouca ou nenhuma mudança neste cenário eleitoral. Mesmo com centenas de candidatos a governador em todo o país, alguns inclusive com experiência política e até mesmo ex-governadores, os atuais gestores mostram força e contam com o poder da máquina que governam.

Os reeleitos serão em todas as regiões do país. Apenas a região Nordeste, com nove Estados, deve ter a menor proporção de reeleitos: quatro prováveis reeleitos e outros cinco eleitos para o quatriênio 2022-2026.

Se nada mudar nas pesquisas dentro de duas semanas, os que devem ser reconduzidos para uma nova gestão no Nordeste são: Paulo Dantas (MDB), em Alagoas; Carlos Brandão (PSB), no Maranhão; João Azevedo (PSB), na Paraíba; e Fátima Bezerra (PT), no Rio Grande do Norte.

Já os prováveis eleitos são: ACM Neto (União Brasil), na Bahia; Capitão Wagner (União Brasil), no Ceará; Marília Arraes (Solidariedade); Silvio Mendes (União Brasil), no Piauí. Já em Sergipe há uma situação inusitada.

O favorito nas pesquisas no Estado é o ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), mas ele teve o registro de candidatura impugnado tanto pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SE) quanto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por prática de abuso de poder econômico nas eleições de 2018. Mesmo com essa decisões desfavoráveis, ele manteve a candidatura e aguarda o julgamento dos embargos de declaração na corte eleitoral. O segundo colocado nas pesquisas de intenção de voto é o candidato Fábio Mitidieri (PSD), que é deputado federal pelo Estado.

Favoritismo

Na região Norte, todos os seis governadores que disputam a reeleição têm apresentado bom desempenho nas pesquisas eleitorais e com grandes chances de serem reeleitos. O único Estado que não têm governador disputando a recondução ao cargo é o Amapá. Lá, o favorito nas pesquisas para ganhar o pleito é Clécio Luís (Solidariedade).

Se nada mudar em duas semanas, Gladson Cameli (PP), do Acre; Wilson Lima (União Brasil), do Amazonas; Helder Barbalho (MDB), do Pará; Coronel Marcos Rocha (União Brasil), de Rondônia; Antônio Denarium (PP), de Roraima; e Wanderlei Barbosa (Republicanos), de Tocantins, deverão ser reconduzidos para mais quatro anos de mandato.

Mas, no Amazonas e Rondônia, os governadores Wilson Lima e Coronel Marcos Rocha têm adversários que ameaçam suas reeleições, segundo demonstram recortes eleitorais. Na capital amazonense, o grande entrave para Wilson é o ex-governador Amazonino Mendes (Cidadania), que aparece empatado tecnicamente com o governador em alguns cenários eleitorais. Já em Rondônia, quem ameaça Rocha é o ex-governador Ivo Cassol (PP).

Folga

No Centro-Oeste, os governadores Ibaneis Rocha (MDB), do Distrito Federal; Ronaldo Caiado, do Goiás, e Mauro Mendes, do Mato Grosso, ambos do União Brasil, deverão ser reconduzidos. Ibaneis, por exemplo, há a promessa de ser reeleito ainda no primeiro turno.

O único “novato” no pleito deverá ser André Puccinelli (MDB), que deve ser eleito governador do Mato Grosso do Sul. Ex-governador do Estado, as pesquisas mostram que ele pode retornar ao poder depois de oito anos do último mandato.

Sul maravilha

Este cenário de governadores reeleitos também não será diferente nas regiões Sudeste e Sul do país. Os únicos espantos que prometem as pesquisas eleitorais serão em São Paulo e Rio Grande do Sul.

Em São Paulo, como já foi mencionado acima, Rodrigo Garcia não deve ser reeleito. Ele assumiu o comando do Estado com maior densidade populacional e eleitoral do país em abril deste ano após a renúncia do então governador, João Doria (PSDB), que almejava disputar a presidência da República. Mas o tempo parece que não lhe foi favorável para trabalhar seu nome junto ao eleitorado.

Se a eleição fosse hoje, o petista Fernando Haddad, ex-prefeito da capital paulista, seria eleito com 35% das intenções de votos, segundo a pesquisa Media Estadão Dados, publicada nesta terça-feira, 13. A eleição de Haddad em São Paulo é um grande trunfo para a campanha presidencial do ex-presidente Lula, que também lidera a disputa para o Palácio do Planalto.

Já no Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), que era governador e candidato natural à reeleição, deve ser reconduzido ao cargo, sem ser necessariamente reeleito. É que, com a ambição de ser presidente da República, ele renunciou ao mandato em abril deste ano para se lançar candidato ao cargo de Jair Bolsonaro (PL). Mas, no transcurso das negociações e dos bastidores, ele acabou desistindo do Palácio do Planalto e retomou seu alvo para o Palácio Piratini.

Os demais prováveis reeleitos nestas duas regiões são: Renato Casagrande (PSB), do Espírito Santo; Romeu Zema (Novo), de Minas Gerais; Cláudio Castro (PL), do Rio de Janeiro; Ratinho Júnior (PSD), do Paraná; e Moisés (Republicanos), de Santa Catarina.

A maioria dos prováveis governadores reeleitos ou eleitos são do União Brasil, seguido do PSB e MDB.

Este cenário favorável aos candidatos à reeleição são o termômetro que mostram as pesquisas eleitorais, que podem mudar em 2 de outubro ou se confirmar estes resultado nas urnas.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e os Termos de Serviço do Google se aplicam.

Últimas Notícias

Publicidadespot_img
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE