InícioBrasilFamosos lamentam morte de Jô Soares nas redes sociais: 'Brasil chora sua...

Famosos lamentam morte de Jô Soares nas redes sociais: ‘Brasil chora sua falta’

Apresentador e humorista estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde o dia 28 de julho

A madrugada desta sexta-feira, 5, foi de luto no mundo do entretenimento. O humorista, apresentador e escritor Jô Soares morreu aos 84 anos de idade, na cidade de São Paulo, onde estava internado. A causa da morte ainda não foi divulgada. Nas redes sociais, personalidades lamentaram a perda do colega.

A cantora Zélia Duncan escreveu sobre Jô Soares nas redes sociais: “O Brasil perdeu hoje um artista único, um comediante que amava seu ofício acima de tudo, um ator fora de série. Um entrevistador brilhante. Um cidadão que amava seu país e seus amigos. Jô Soares, obrigada por tanto!”.

A apresentadora da manhã da Rede Globo, Ana Maria Braga também prestou sua homenagem.

Pelé, o rei do futebol postou em seu twitter que “Jô era um grande amigo, inteligente, perspicaz, bem humorado e que adorava uma boa conversa”.

Outra homenagem ao humorista foi do cantor toquinho: “O brasil chora sua falta”

Jô Soares é considerado um dos maiores humoristas do Brasil, o apresentador do “Programa do Jô”, exibido na TV Globo de 2000 a 2016, estava internado desde 28 de julho no Hospital Sírio-Libanês, na região central de São Paulo, onde deu entrada para tratar de uma pneumonia.

O anúncio da morte foi feito por Flávia Pedra, ex-mulher de Jô, e confirmada em nota pela assessoria de imprensa do Hospital Sírio-Libanês.

Em nota a rede emissora STB lamentou a morte do humorista e escreveu também que se “solidariza com todo o público, que tinha em Jô Soares um grande amigo da televisão, e particularmente deseja que Deus conforte seus familiares e amigos”.

Até o momento as informações são de que não haverá coletiva de imprensa, nem haverá entrevistas com os médicos que acompanharam o Jô Soares. A família solicitou discrição, a pedido do próprio Jô. A previsão é que no final da manhã o corpo deixe o Sírio-Libanês para as cerimônias de despedida que serão restritas.

Carreira

José Eugênio Soares, era carioca e nasceu no estado do Rio de Janeiro em 1938. Na década de 50, após estrelar inúmeros filmes de comédia, Jô estreia na televisão escrevendo os textos de programas para a TV Rio. Em São Paulo, é responsável pelos textos de humor do programa Simonetti Show, na TV Tupi.

Já na década de 60 vai para a RecordTV onde ganha seu primeiro programa – Jô Show – e torna-se ao lado de Carlos Alberto de Nóbrega, responsável por um dos maiores sucessos da década: A Família Trapo.

Em 1970, estreia na Globo em Faça Humor Não Faça Guerra, e faz também Globo Gente, Satiricom, O Planeta dos Homens, até ganhar seu humorístico Viva o Gordo, em 1981, onde desenvolveu uma galeria de personagens que ficaram para a história do humor.

Em 1988, Jô chega ao SBT para renovar as noites de segunda-feira com o sofisticado humor, agora rebatizado de Veja o Gordo, onde carregou consigo personagens de suas atrações anteriores, e criou novos que foram sucesso na emissora, dentre eles a economista Lilia Bife Quibe no jornal Gordo Economia.

Em 2000, Jô retorna para a TV Globo, mantendo o estilo de talk show criado no SBT, em Programa do Jô, permanecendo no ar até 2016.

Jô fora casado com a atriz Thereza Austregésilo, com quem teve o filho Rafael, falecido em 2014. Em 1987 casou-se com Flávia Junqueira.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Últimas Notícias

Publicidadespot_img
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE