InícioTurismoEmbraer: demanda global por viagens aéreas crescerá 3,2%/ano nos próximos 20 anos

Embraer: demanda global por viagens aéreas crescerá 3,2%/ano nos próximos 20 anos

A estimativa vem um pouco abaixo da taxa de 3,3% prevista no ano passado

A Embraer divulgou nesta terça-feira, 19, estudo de perspectivas de mercado para os próximos 20 anos no segmento de aeronaves comerciais de até 150 assentos. No documento, a fabricante brasileira estima que a demanda global por viagens aéreas (RPK) crescerá 3,2% ao ano nos próximos 20 anos.

A estimativa vem um pouco abaixo da taxa de 3,3% prevista no ano passado. “O crescimento mais fraco reflete a desaceleração de curto prazo da economia global, os efeitos da pandemia e o impacto do conflito Rússia-Ucrânia”, destacou a empresa no comunicado. Espera-se que a demanda (RPK) retorne aos níveis de 2019, pré-pandemia, até 2024.

Ainda conforme o documento, as tendências de aumento da digitalização (home office e videoconferências) e regionalização (relocalização produtiva ou reshoring), que surgiram no início da pandemia, vão impulsionar a demanda por aeronaves de menor capacidade.

“A adequação da capacidade à demanda é a maneira mais sustentável de capturar as oportunidades de crescimento no mundo pós-pandemia. Novas tecnologias verdes tendem a se concentrar em aeronaves de menor porte, em que as inovações são inicialmente aplicadas antes da introdução em plataformas maiores. Nesse contexto, aviões menores são elementos-chave para viagens aéreas mais sustentáveis, além de melhorar igualmente a conectividade”, diz a Embraer no comunicado.

Segundo a companhia, o forte crescimento do comércio eletrônico está abrindo novos mercados para aeronaves de carga com menor capacidade, impulsionando a demanda por conversões de passageiros para cargueiros.

Conforme a Embraer, a demanda global por novas aeronaves de até 150 assentos deve atingir 10.950 unidades nos próximos 20 anos, sendo 8.670 jatos e 2.280 turboélices. O valor de mercado de todas as novas aeronaves, no período, deve atingir US$ 650 bilhões.

A taxa de crescimento anual da demanda no período, por região, deve ser de 4,3% para Ásia-Pacífico (incluindo China); América Latina (+4%), África (+3,8%), Oriente Médio (+3,2%), Europa (+2,3%), América do Norte (+2%) e, a média global, avanço de 3,2%.

Até o final de 2041, a região Ásia-Pacífico deve responder por 42% da demanda (RPK) e, Europa e América do Norte, por 38%.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Últimas Notícias

Publicidadespot_img
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE