InícioEconomiaMedida Provisória que amplia limite para contratação de consignados é prorrogada

Medida Provisória que amplia limite para contratação de consignados é prorrogada

Entidades de defesa do consumidor criticam a iniciativa e alertam que a medida vai aumentar ainda mais o endividamento de parte da população

O Congresso Nacional prorrogou, por mais 60 dias, a Medida Provisória  que amplia a contratação de empréstimos consignados de 35% para 40%. De acordo com a MP, além dos aposentados e pensionistas do INSS, cidadãos que recebem Benefício de Prestação Continuada ou que participem do programa Auxílio Brasil também podem contratar o empréstimo com juros mais baixos.

A prorrogação foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira,13. A parcela do empréstimo é descontada em folha, o que diminui o risco de inadimplência, mas pode endividar o tomador do empréstimo. Entidades de defesa do consumidor e especialistas criticam a iniciativa por aumentar o endividamento dos aposentados. Como destaca a professora aposentada Ana Seidl.

“Eu acho que esse aumento é uma faca de dois  gumes, porque ao mesmo  tempo em que beneficia o aposentado na hora do sufoco, ele fica com prestações podem ultrapassar 80 vezes. Eu mesma não tive uma experiencia positiva com esses empréstimos facilitados; uma vez me ligaram de um banco particular para oferecer empréstimo porque sou aposentada do INSS e eu aceitei, só que o banco acabou concedendo dois, o que comprometeu e muito a minha aposentaria”, disse.

A professora aconselha evitar a transação por telefone ou online. “O aposentado tem que ter muito cuidado; sugiro que a pessoa que precisa vá pessoalmente à instituição financeira para não ter o problema que eu tive”, destacou.

O economista e professor do Ibmec, Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais, Willian Gaghdassarian, também destaca os perigos das facilidades do empréstimo consignado. “Eu acho que essa facilidade e aumento da margem do consignado é uma questão muito séria, até do ponto de vista humanitário. Por alguma razão a pessoa tem uma emergência e precisa antecipar uma quantidade de recursos para pagar essa emergência, e com isso ela terá por determinado tempo a renda comprometida com as prestações. Portanto, a pessoa terá um empobrecimento durante esse período.  Então, antes de tomar um empréstimo é necessário ter um bom planejamento financeiro  para poder equilibrar o orçamento”, ressalta.

Segundo pesquisa realizada pela Serasa e divulgada no final do ano passado, os idosos estão cada vez mais endividados. São mais de 12 milhões com contas em atraso. A taxa de inadimplência da terceira idade tem subido todo mês.

Em 2020, quando o presidente Bolsonaro assinou a MP  que ampliou para 40% a possibilidade de comprometimento da renda dos aposentados e pensionistas do INSS,  o governo afirmou que a medida tinha por objetivo possibilitar que potenciais endividados tivessem acesso a empréstimos consignados com juros menores.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Últimas Notícias

Publicidadespot_img
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE