InícioDFTRÁFICO: Em menos de cinco meses, 150 kg de drogas são apreendidos...

TRÁFICO: Em menos de cinco meses, 150 kg de drogas são apreendidos no aeroporto JK

Terça-feira, dez de maio de 2022. Um passageiro vindo de Porto Velho (RO) foi flagrado pela Receita Federal com 11 kg de cocaína na mala após desembarcar no aeroporto Internacional de Brasília. A droga seria entregue em Maceió. Os auditores contaram com o apoio de cães farejadores. Veja:

Reprodução / Receita Federal

Ainda na terça-feira, os agentes também encontraram uma porção com 100 gramas de haxixe escondida dentro de uma sanduicheira enviada como encomenda postal.

Reprodução/ Receita Federal

Na segunda-feira, outra passageira de 27 anos foi apreendida pelos auditores tentando realizar o transporte de quase 20 kg de cocaína para a Europa. A droga foi avaliada em cerca de R$ 6 milhões. 

Esses são alguns desafios do trabalho da Receita Federal no aeroporto Internacional de Brasília para controlar a entrada e saída de bens do terminal. O auditor fiscal Barner Silva Marques conta que entre os bens importados e exportados estão as bagagens dos passageiros que são sujeitas a fiscalização da receita federal.

“Desenvolvemos ações voltadas a identificação de bens sujeitos a tributação e que não foram declaradas pelos viajantes e o controle e a repressão ao tráfico de drogas para conter substâncias ilícitas”, pontuou.

Para realizar o controle, a receita federal utiliza ferramentas e tecnologias, como raio-x, cães farejadores, cruzamento de dados . o trabalho da equipe é voltado para atuação de maior risco sem interferir na viagem dos demais passageiros. 

“Quando uma mala é passada pelo raio -x e analisamos a imagem e entendemos que tem algo suspeito na mala, ou quando o cão de faro indica a existência de uma substância na bagagem. Nós separamos a bagagem, acionamos a Polícia Federal em conjunto com a receita, localiza e identifica o passageiro e a bagagem é aberta.”

Confirmada a existência de droga dentro da mala, o passageiro é conduzido para a superintendência da polícia federal onde é autuado. E é nesta fase que começa a investigação sobre a droga.

Dados da Receita Federal

2021
Em 2021, tivemos significativas apreensões de drogas e substâncias controladas ou proibidas, com destaque para:
68,85 kg de Cocaína e 15,29 kg de substâncias utilizadas na sua produção;
127,44 kg de Skunk (a chamada “supermaconha”);
2,25 kg de Maconha;
2,2 kg de Haxixe;
1,625 litros de Gama-hidroxibutirato (“Droga do Estupro”);
133 frascos de Lança Perfume;
3,243 kg de Metanfetamina;
450 selos de LSD;
1.050 comprimidos de Ecstasy;
3,2 kg de MDMA (Princípio ativo do Ecstasy);
13 frascos de 50 ml de Cetamin e 57 caixas de diversos remédios tarja preta;
63 caixas, 100 comprimidos e 1.143 frascos de anabolizantes diversos.

                  2022

Em 2022 (até 10/maio), destacamos as seguintes apreensões:
81,34 kg de Cocaína
54,35 kg de Skunk
100 g de Haxixe
12,1 kg de Metanfetamina
1,6 kg de Ecstasy
30 frascos de Cetamina
319 unidades de Anabolizantes
25 frascos de Botox.
Todas essas apreensões tiveram a participação ativa de uma de nossas duas Equipes K9 auxiliando o trabalho dos Auditores e Analistas da RFB.
Essas apreensões, tanto de 2021 como de 2022, foram efetuadas em voos internacionais, voos domésticos e nos Correios.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Últimas Notícias

Publicidadespot_img
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE