InícioDFViolência entre vizinhos tem escalada no DF; confira os casos

Violência entre vizinhos tem escalada no DF; confira os casos

Casos de agressão a síndicos e do garoto espancado no Núcleo Bandeirante chamam a atenção

O caso do garoto de 14 anos agredido no Núcleo Bandeirante por Vitor de Sales Batista, de 27 anos, ocorreu no sábado. O homem era vizinho do garoto e o agrediu após ele chegar em casa e assobiar para que a mãe abrisse a porta. Em vídeos que circulam nas redes sociais, Vitor de Sales aparece chutando o menino em uma quadra de esportes.

Após as agressões, o homem fugiu do local e ainda não foi encontrado pela polícia. A 11° Delegacia de Polícia, que fica no Núcleo Bandeirante, investiga o caso como lesão corporal, injúria e ameaça.

Na semana passada, em Águas Claras, o síndico de um prédio foi agredido por uma moradora enquanto regava o gramado do condomínio. A Polícia Civil também investiga o caso como lesão corporal e de acordo com informações da corporação, a mulher usou uma mangueira para agredir Waldimir Lyra, de 60 anos, síndico do prédio.

Este não é o primeiro caso de agressão a síndicos no DF em 2022. O caso do jornalista e síndico de um prédio de Águas Claras, Wahby Khalil, gerou bastante repercussão no mês passado. Khalil foi agredido pelo personal trainer Paulo Henrique Sampaio Campos, após uma discussão sobre a instalação de um saco de boxe na academia do condomínio.

Com esses casos de violência contra os síndicos a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em parceria com a subseção do órgão em Águas Claras idealizou uma campanha para conscientizar a população. As ações da campanha devem ter início em maio deste ano.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e os Termos de Serviço do Google se aplicam.

Últimas Notícias

Publicidadespot_img
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE