InícioColuna Ponto e VírgulaUm sopro de esperança

Um sopro de esperança

Vanguarda

Faltando três dias para completar um ano do início da vacinação de adultos contra a Covid no país, encabeçada pela cidade de São Paulo, coube à “Pauliceia Desvairada”, mais uma vez, o título de protagonista, ao vacinar nesta sexta-feira, 14, a primeira criança com a vacina pediátrica contra a Covid: Davi, uma criança de oito anos, indígena da etnia Xavante.

Guerra fria

A iniciativa é louvável e coloca São Paulo na dianteira, mas no meio dessa bondade acirra-se o antagonismo entre o governador João Doria (PSDB) e o presidente Bolsonaro (PL) e expõe a leniência de todo um governo na figura do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

***

‘Lançado’

Depois da presidência da República, o governo de São Paulo será o Estado com a eleição mais acirrada e disputada neste pleito. Bolsonaro “oficializou” a pré-candidatura de Tarcísio de Freitas para a cadeira de Doria. O atual governador, por sua vez, está numa corrida dupla: se fortalecer eleitoralmente para o Palácio do Planalto e fortalecer seu vice, Rodrigo Garcia (PSDB), para manter o legado tucano no Palácio dos Bandeirantes.

***

Silêncio que incomoda

Alguém sabe dizer se o ministro da Economia Paulo Guedes já retornou das férias de fim de ano dele? O país está às vésperas de uma paralisação geral de servidores federais que pleiteiam reajustes salariais, além do avanço da ofensiva dos auditores federais, que já entregaram cargos de confiança na Receita e o ministro e o governo, em si, nada falam, se manifestam ou procuram meios para resolver mais esse impasse do governo Bolsonaro.

***

Canto da sereia

O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, quer oficializar a pré-candidatura do senador Rodrigo Pacheco à presidente da República em março, quando a janela partidária estiver definida e o cenário pré-eleitoral mais bem claro. Na sua visão, embora Lula e Bolsonaro estejam polarizando o pleito antes de mesmo de iniciá-lo, há espaço para todos. Mas, nos bastidores, os aliados dão como certa uma aliança PT/PSD. Não se sabe, ainda, como e quando isso vai acontecer. Abre o olho Pacheco!

Medo?

Pacheco, aliás, mantém há quase um ano suas redes sociais trancadas. À época, a medida foi tomada porque sua assessoria desconfiou de ataques coordenados em suas contas, mas desde então, elas estão bloqueadas e o cidadão comum não consegue acompanhar o dia a dia do parlamentar. Algo incomum no meio político.

***

Propostas concretas

Não se tem dúvida que o terceiro de ano da Covid vai dominar o debate eleitoral, o discurso político e as promessas de campanha. Mas os nomes que aí estão postos ainda não trouxeram ou apresentaram nada de concreto de como solucionar o impacto negativo que a pandemia impôs em todos os aspectos da sociedade brasileira. Além de doente, empobrecido, desempregado, passando fome, o povo quer medidas urgentes, concretas e palpáveis para sair dessa crise com um mínimo de dignidade.

***

O canto ecoou

Um dos mais longevos, influentes e importantes de sua geração, o poeta amazonense Thiago de Mello expirou sua luta nesta sexta, 14, de causas naturais, em Manaus, onde estava. Autor de grandes letras transformadas em poemas, o mais importante e emblemático, sem dúvida, é o “Estatuto do Homem”, uma verdadeira ode aos direitos humanos. A Coluna lamenta profundamente essa partida, mas certa de que essa trajetória de quase um século valeu a pena e fez a diferença nesta vida terrena. #RIP

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Últimas Notícias

Publicidadespot_img
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE