InícioEsportesTite afirma que Renan Lodi ficou fora da convocação por não estar...

Tite afirma que Renan Lodi ficou fora da convocação por não estar vacinado

O lateral-esquerdo do Atlético de Madrid, deixou de ser convocado para os dois próximos jogos do Brasil diante de Equador e Paraguai por não estar devidamente vacinado contra a covid-19

O lateral-esquerdo Renan Lodi, do Atlético de Madrid, deixou de ser convocado para os dois próximos jogos do Brasil pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, diante de Equador e Paraguai, por não estar devidamente vacinado contra a covid-19. A informação foi dada pelo próprio técnico Tite, logo após o anúncio da lista de convocados. Com apenas uma dose do imunizante, recebida recentemente, Lodi não poderia entrar no Equador e também corria o risco de ter restrições de deslocamento dentro do próprio Brasil.

O auxiliar-técnico Cesar Sampaio disse que a CBF “não exige” a vacinação dos jogadores, mas na reta final da coletiva o diretor médico da entidade, Jorge Pagura, afirmou que “o interesse coletivo supera o interesse individual em relação à vacinação, e a CBF prioriza aqueles que têm a vacinação completa”.

Foto: Lucas Figueredo/CBF

Tite fez questão de defender a medida. Ele declarou que gostaria que todo mundo se vacinasse e ainda aproveitou para criticar a seleção argentina devido ao jogo interrompido em setembro, o que foi motivado por informações sanitárias inconsistentes de quatro atletas. “Aqui nós respeitamos as regras.”

Sobre Renan Lodi, o treinador foi direto ao dizer que o lateral foi “alijado” da lista por falta de vacinação. “Eu particularmente entendo que a vacinação é uma responsabilidade social; ela é minha e de qualquer pessoa que está ao meu lado. Eu trago essa responsabilidade, eu e a minha família, eu e as pessoas que eu tenho responsabilidade, eu e meus netos. Eu queria ter os meus pais, não os tenho (mais), mas queria ter a oportunidade de protegê-los”, disse Tite.

Na sequência, o coordenador Juninho Paulista esclareceu que o fato de não estar devidamente vacinado impediria Renan Lodi até mesmo de ir ao Equador, onde o Brasil faz o primeiro jogo e a parte inicial de preparação. “Ele não poderia entrar no Equador, e aqui no Brasil também há restrições. O Renan Lodi teve a primeira dose de vacina agora no dia 10, então não estaria apto, dentro das regras sanitárias dos País, a poder estar com a seleção”, explicou Juninho.

ARGENTINA – Em setembro, a Argentina esteve em São Paulo para enfrentar o Brasil pelas Eliminatórias com quatro jogadores – Emiliano Buendía, Emiliano Martínez, Giovani Lo Celso e Cristian Romero – que não poderiam ter ingressado no Brasil sem realizarem a devida quarentena. A partida, como se sabe, acabou interrompida nos minutos iniciais por técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Tite aproveitou a resposta sobre a falta de vacinação de Renan Lodi para relembrar o episódio e criticar a seleção vizinha. “Nós respeitamos a lei deste País, diferentemente da seleção da Argentina quando veio pra cá sem a devida autorização. Nós entramos em campo, jogamos, na questão esportiva fizemos a nossa parte, e o Brasil fez a parte dela, as suas instituições fizeram a parte dela. Ninguém vem aqui fazer o que quer, da forma que quer, violando situações clínicas, médicas. Aí foi Polícia Federal e Anvisa. Respeite o Brasil”, declarou o técnico.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Últimas Notícias