InícioMundoJuros sobem, alinhados à reação dos Treasuries ao relatório de emprego nos...

Juros sobem, alinhados à reação dos Treasuries ao relatório de emprego nos EUA

Mas há exceção nos vencimentos curtos, que ficam perto dos ajustes anteriores

Os juros encerraram a sexta-feira, 7, em alta, com exceção dos vencimentos curtos, que ficaram perto dos ajustes anteriores em um dia de agenda e noticiário locais fracos, as atenções mantiveram-se no exterior, com a leitura do relatório de emprego (payroll) norte-americano de dezembro pautando os negócios. A criação de vagas muito abaixo do consenso não foi suficiente para alterar a percepção sobre o plano de voo do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), dado que o documento apontou recuo da taxa de desemprego abaixo de 4%, pressão sobre salários e forte revisão em alta na geração de postos em meses anteriores.

Os rendimentos dos Treasuries subiram ainda mais – a taxa da T-Note de dez anos se aproximou de 1,80% nas máximas – e a curva doméstica acompanhou.

A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2023 fechou em 11,975% (regular) e 11,98% (estendida), ante 11,972% no ajuste anterior, enquanto a do DI para janeiro de 2025 subiu de 11,333% para 11,43% (regular) e 11,38% (estendida) A do DI para janeiro de 2027 fechou a regular em 11,315% e a estendida em 11,27%, de 11,227%.

Os juros locais, especialmente os de longo prazo, acompanharam pari passu o movimento do yield da T-Note de dez anos, que chegou muito perto de tocar 1,80% na máxima, por sua vez, influenciado pelos números do relatório de emprego. Apesar de os EUA terem criado apenas 199 mil vagas em dezembro, ante consenso de 422 mil, a alta dos salários e a queda do desemprego fizeram o contraponto.

“Houve decepção com o payroll, mas o restante não foi nada tranquilizador sobre a inflação, incluindo-se aí as fortes revisões acumuladas”, disse o estrategista de Renda Fixa da CA Indosuez Brasil, Vladimir Caramaschi. As revisões de outubro e novembro adicionaram cerca de 140 mil postos aos números anteriores.

Para Caramaschi, o documento não deve alterar em nada os planos do Federal Reserve de início em breve do aperto monetário, considerando ainda outros dados robustos de atividade e o risco de a cepa Ômicron aprofundar os problemas nas cadeias globais de fornecimento. “O ciclo de alta de juros está dado, com potencial negativo para ativos de risco, não só emergentes, mas ações e criptomoedas no geral”, disse.

No balanço da semana, considerando o fechamento da etapa regular, as taxas longas subiram em torno de 60 pontos, bem mais que as curtas, que avançaram cerca de 20 pontos.

A gordura de prêmios acumulada na semana pode abrir espaço para alguma correção nos próximos dias, a depender da agenda de indicadores. Na próxima semana, o destaque é o IPCA de dezembro, na terça-feira, que, segundo a mediana das estimativas coletadas pelo Projeções Broadcast, deve desacelerar a 0,65%, de 0,95% em novembro, e fechar 2021 em 10%, que seria quase o dobro do teto da meta de inflação estipulado para o ano, de 5,25%. Vale também monitorar a mobilização por reajustes salariais que vai se espalhando entre as categorias do funcionalismo público e causando problemas de logística pelo Brasil.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Últimas Notícias