InícioDFTerceirizados dos bancos de leite denunciam atrasos de salários e ameaças de...

Terceirizados dos bancos de leite denunciam atrasos de salários e ameaças de demissão

Débitos estão acumulados há, pelo menos, cinco meses

A empresa que trabalha com as lactaristas, a Raio, comunicou ao Governo do Distrito Federal que, caso até o próximo dia 14 de janeiro, não sejam pagos os débitos, os funcionários que são ligados à atuação nos bancos de leite serão demitidos.

Segundo informações do Sindiserviços, já há um atraso de cinco meses de pagamento do GDF para a empresa. Nesta sexta-feira, 7, estava prevista uma reunião entre representantes do sindicato e da Secretaria de Saúde para ver se conseguem avançar nas negociações referentes aos pagamentos e à situação dos funcionários terceirizados.

Os lactaristas são profissionais que auxiliam na alimentação dos bebês prematuros que nascem nos hospitais públicos do Distrito Federal.

O deputado distrital Chico Vigilante (PT), que recebeu denúncia sobre a falta de pagamentos, disse ao Mais Brasil News que essa situação é “muito grave”.

“Não receberam ainda o salário de dezembro e, no sexto dia de janeiro, ainda não tiveram uma solução. Elas estão de aviso prévio, foram demitidas pelas empresas que prestam o serviço. Se a situação não for resolvida urgentemente, no próximo dia 11 de janeiro elas encerram o trabalho, prejudicando as crianças prematuras que dependem deste leite. Tanto o governador Ibaneis como o secretário de Saúde precisam resolver urgentemente. Estou em contato direto com eles buscando uma saída para a situação”, ressaltou o deputado.

A reunião acontecerá na sede da secretaria e deve contar com a participação da presidente do Sindiserviços, Maria Isabel Caetano.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Últimas Notícias