InícioMundoCOVID-19: Primeira imagem gráfica da variante Ômicron revela mais mutações que a...

COVID-19: Primeira imagem gráfica da variante Ômicron revela mais mutações que a Delta

A imagem mostra mais que o dobro de mutações, comparada com a cepa que surgiu no Amazonas, Brasil

Pesquisadores do hospital Bambino Gesú de Roma, na Itália, divulgaram no último sábado, 27, a primeira imagem gráfica da variante Ômicron, classificada como variante de preocupação pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A imagem mostra mais que o dobro de mutações comparada com a variante delta.

Segundo a equipe de pesquisadores, o modelo tridimensional “apresenta muito mais mutações que a variante Delta, concentradas principalmente na região da proteína que interage com as células humanas”.

Os cientistas responsáveis pelo estudo disseram que o grande número de mutações da Ômicron não significa que elas sejam mais perigosas, mas sim que vírus se adaptou mais à espécie humana, gerando outra variante.

Identificada pela primeira vez na África do Sul, a variante também conhecida como B.1.1.529, foi descoberta por Angelique Coetzee, presidente da Associação Médica da África do Sul. O que se sabe até o momento é que, em sua maioria, a nova cepa provoca sintomas mais leves da Covid-19 nos infectados.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Últimas Notícias