spot_img
InícioBrasilSucesso da Netflix, 'Round 6' gera preocupação para pais e professores sobre...

Sucesso da Netflix, ‘Round 6’ gera preocupação para pais e professores sobre audiência juvenil

O próprio criador de Round 6, o sul-coreano Hwang Dong-hyuk, fez o alerta para que crianças não sejam expostas a esse tipo de conteúdo

A série Round 6 é, ao mesmo tempo, um sucesso de público e uma dor de cabeça para pais e professores. A produção sul-coreana se tornou a mais vista da história da Netflix, mas alguns espectadores não deveriam estar assistindo à série.

Pelo menos é o que diz a classificação indicativa. Por apresentar conteúdos como violência, tortura psicológica e suicídio, a classificação indicativa determinada para a série foi de 16 anos. Mas muitas crianças estão assistindo a produção sul-coreana e levando o assunto para as escolas.

Alguns colégios, inclusive, tiveram que tratar do assunto em comunicado para os pais. Escolas do Rio de Janeiro, em São Paulo e no Paraná emitiram notas para os responsáveis não deixarem seus filhos assistirem à série. Alguns colégios, inclusive,  relatam que os alunos recriam as “brincadeiras” mostradas no seriado.

Presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF (Sinepe), Ana Elisa Dumont orienta que pais e responsáveis estejam cientes do que as crianças assistem.

“A orientação do Sinepe – independente do que está no auge da verificação, seja série, seja youtuber – é que os pais estejam presentes e cientes do que seu filho acessa, com quem ele conversa e se relaciona, o que atrai o interesse dele e, principalmente, que esteja presente para fazer debates e discussões sobre o que ele sobre o que ele tem acesso – que tipo de conteúdo e de pessoa – para ver se tá de acordo com a faixa etária e com os princípios e valores da sua família”, afirmou.

Monitoramento

Muitos pais e responsáveis têm o hábito de monitorar o conteúdo das séries, desenhos e filmes que as crianças assistem. Rosely Monici é mãe de duas crianças, uma de 12 anos e outra de 9. Ela procura saber do que as produções tratam antes de deixar os filhos assistirem.

“Aqui em casa o filtro é exatamente a idade. Se tá na plataforma de streaming que tem a recomendação de idade X, só vai assistir se tiver essa idade. Algumas eu até assisto antes, faço questão de ver pra ver se estão adequadamente classificadas. E entendo que essa discussão deva envolver a escola também. Afinal, grande parte da vida das crianças se passa dentro do ambiente escolar”, disse.

O próprio criador da série, Hwang Dong-hyuk, pediu prudência a pais e responsáveis e pediu para que crianças não sejam expostas a esse tipo de conteúdo. Ele se disse perplexo que os jovens estejam assistindo à produção e disse que a obra não é voltada para este público.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Publicidadespot_img

Últimas Notícias