spot_img
InícioMundoRelatório aponta grande fracasso britânico com relação à pandemia

Relatório aponta grande fracasso britânico com relação à pandemia

O gabinete liderado por Boris Johnson demorou a agir e a determinar o primeiro bloqueio, controles de fronteiras e rastreamento do vírus, causando mais mortes do que o necessário

Conforme um relatório parlamentar de 150 páginas divulgado nesta terça-feira (12), o primeiro veredito sobre a resposta do governo britânico à pandemia do novo coronavírus trata-se de um dos maiores fracassos da saúde pública de todos os tempos.

O gabinete liderado por Boris Johnson demorou a agir e a determinar o primeiro bloqueio, controles de fronteiras e rastreamento do vírus, causando mais mortes do que o necessário. O documento foi publicado um ano após a comissão composta por 12 deputados conservadores, oito trabalhistas e dois nacionalistas escoceses ter sido anunciada.

Eles integram o Comitê de Saúde, Assistência Social, Ciência e Tecnologia do Parlamento britânico e apontaram o caminho errado traçado pelo governo: tentar controlar a situação, alcançando a imunidade de rebanho.

Enquanto vizinhos europeus enfrentavam o confinamento, o Reino Unido procurava administrar o surto do novo coronavírus como se fosse uma gripe. Esta abordagem lenta e gradual claramente mostrou-se ineficaz, já que o vírus se propagou rapidamente, custando milhares de vidas, segundo mostra o texto:

“Havia um desejo de evitar um bloqueio por causa do imenso dano que isso causaria na economia, nos serviços normais de saúde e na sociedade. Na ausência de estratégias, como isolamento rigoroso de casos, um teste significativo, operações de rastreamento e controles de fronteira robustos, um bloqueio total era inevitável e deveria ter ocorrido antes.”

Baseado em depoimentos de 50 testemunhas, o documento procura não apontar culpados. Eles deverão surgir na investigação de uma comissão independente de inquérito, prometida pelo premiê britânico para ser lançada no primeiro semestre de 2022.

Esta comissão deverá ser liderada por um juiz, a ser nomeado até o fim do ano, e terá formato diferente em relação ao comitê parlamentar: tem mandato para obter qualquer documento oficial e obrigar o comparecimento de testemunhas.

*Com informações do G1

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Publicidadespot_img

Últimas Notícias